Home / Alimentação

Category Archives: Alimentação

Feed Subscription

“Creatina”, saiba para que serve esse suplemento

“Creatina”, saiba para que serve esse suplemento

Você sabe quais são os reais benefícios da creatina? Você usa o suplemento de maneira correta? Confira tudo aqui. A creatina, regulamentada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), é um dos suplementos mais populares no momento. Em 2022, ocupou o primeiro lugar na lista de produtos mais vendidos no Mercado Livre. Embora os resultados do suplemento possam ser benéficos, a recomendação de uso varia de acordo com os objetivos, necessidades e características individuais de cada pessoa. Portanto, é essencial buscar orientação médica antes de iniciar qualquer tipo de suplementação nutricional. Para que serve a creatina? A creatina é um suplemento que é especialmente indicado para exercícios de alta intensidade e curta duração. Além de ser um nutriente fundamental na produção de energia para as células musculares. Sua suplementação visa otimizar o desempenho das células musculares durante o treinamento, permitindo que elas executem suas funções de maneira mais eficaz. Além disso, a creatina também contribui para melhorar a eficiência da síntese proteica. Mas, creatina engorda? A creatina pode contribuir para o processo de aumento de massa muscular, pois é armazenada nos músculos e também aumenta o processo de retenção de água nessa área. Conforme pesquisa realizada pelo Departamento de Alimentos e Nutrição Experimental da USP (Universidade de São Paulo), o aumento de massa corporal relacionado à creatina está associado principalmente ao ganho de massa magra. Nesse sentido, a creatina tem o potencial de aumentar a massa muscular do corpo, o que pode se refletir no peso na balança. No entanto, isso não implica necessariamente em um aumento da gordura corporal. Isso se deve ao fato de que a creatina presente em suplementos nutricionais tem um baixo valor calórico e seu efeito está relacionado ao aumento da massa muscular. Como explica o personal trainer Rafael Castro, ” A creatina pode auxiliar no emagrecimento, mas o fator determinante para emagrecer ou engordar é a dieta .” Como usar a creatina para emagrecer? A creatina não é um agente emagrecedor por si só, mas pode potencializar os treinos de alta intensidade, contribuindo indiretamente para a perda de gordura. A combinação de estratégias nutricionais e exercícios físicos é essencial para utilizar a creatina de forma eficaz para emagrecer. A dosagem recomendada é de 3 a 5g diárias, preferencialmente consumida com uma fonte de carboidrato simples para otimizar sua absorção pelas células musculares. Não há um horário ideal para tomar creatina, mas muitas pessoas optam por consumi-la após o treino, quando a sensibilidade à insulina está aumentada. É importante ressaltar que a creatina só contribui para o emagrecimento quando combinada com uma dieta de déficit calórico e exercícios físicos regulares. Sem controle calórico, seu consumo não terá impacto significativo na perda de peso.

Read More »

7 alimentos que melhoram a saúde da pele e dos cabelos

7 alimentos que melhoram a saúde da pele e dos cabelos

Veja como uma dieta equilibrada e saudável pode contribuir para a beleza Ter a pele e os cabelos saudáveis é o sonho de qualquer pessoa. Para isso, muitos acreditam que precisam investir em diversos cremes, óleos e outros produtos de skincare . Contudo, embora esses produtos possam ajudar, uma dieta equilibrada é sempre a melhor alternativa. “Há muitos produtos no mercado, como as máscaras e os cremes de hidratação, que contêm aminoácidos, antioxidantes, ferro, zinco e biotina na composição. Eles são essenciais para a saúde dos fios, por exemplo, mas não agem sozinhos. É preciso contar com a ajuda da alimentação para dar uma força a mais na ação destes produtos”, explica o hair stylist Luigi Moretto. Pensando nisso, listamos 7 alimentos que, quando consumidos, ajudam a nutrir a pele e os cabelos. Confira! 1. Ovo Rico em proteínas, vitaminas e minerais, o ovo ajuda a fortalecer os folículos capilares, promovendo cabelos mais saudáveis e resistentes à quebra. Além disso, por conter vitaminas do complexo B, como a biotina e a riboflavina, estimula o crescimento dos fios e ajuda a manter a saúde do couro cabeludo. Para a pele, é uma fonte rica de colina, que auxilia na manutenção da integridade das membranas celulares, promovendo uma pele mais firme e saudável. Todavia, a nutricionista Gabriela Marcelino alerta que é necessário consumi-lo com cautela. “De uma forma geral, adultos saudáveis podem consumir de 3 a 4 unidades na semana, intercalando com o consumo de outras proteínas, como aves, carnes e peixes. Para quem faz controle de colesterol, deve apenas ficar atento para não exceder o total de colesterol do dia”, recomenda. 2. Cenoura A cenoura é um alimento rico em betacaroteno, um precursor da vitamina A, que ajuda a promover a renovação celular da pele, mantendo-a saudável, e estimula a produção de sebo, um óleo natural presente no couro cabeludo que deixa os fios hidratados. Por ser uma rica fonte de antioxidantes, o legume também combate os danos causados pelos radicais livres, reduzindo os sinais de envelhecimento da pele e fortalecendo os folículos capilares, o que pode resultar em cabelos mais fortes e brilhantes. “Dietas menos inflamatórias diminuem a degradação do colágeno, uma proteína que mantém nossa pele mais firme. Recomendamos frutas ricas em antioxidantes, verduras, legumes e proteínas”, explica a dermatologista Dra. Mônica Aribi. 3. Peixe Os ácidos graxos ômega 3 presentes nos peixes, como salmão, sardinha e atum, fortalecem os folículos capilares e promovem mais brilho aos cabelos. No caso da pele, mantém a hidratação, reduzindo a secura e a descamação. “Os ácidos graxos do tipo ômega 3 são importantes para manter equilíbrio de perfil inflamatório da pele e prevenir doenças inflamatórias como as dermatites, psoríase e acne”, explica a nutróloga Dra. Marcella Garcez. 4. Laranja A laranja é uma fruta rica em vitamina C, um poderoso antioxidante que ajuda a combater os danos causados pelos radicais livres e é essencial para a produção de colágeno, que mantém a elasticidade da pele, reduzindo a aparência de rugas e linhas de expressão. Além disso, contém betacaroteno que, assim como na cenoura, quando convertido em vitamina A pelo organismo, hidrata e fortalece os fios. “Os antioxidantes na dieta podem desempenhar um papel importante na prevenção do envelhecimento da pele e anexos cutâneos, pois são compostos que ajudam a proteger as células do corpo contra os danos causados pelos radicais livres, moléculas instáveis que podem causar estresse oxidativo, que está associado ao envelhecimento prematuro da pele e a uma variedade de problemas dermatológicos”, explica a Dra. Marcella Garcez. 5. Abacate Rico em ácidos graxos essenciais e vitaminas , como as do complexo E, o abacate ajuda a hidratar e nutrir profundamente a pele, deixando-a macia e suave. Quando aplicado nos cabelos, atua como um excelente condicionador natural, deixando os fios mais brilhantes, macios e maleáveis. 6. Brócolis O brócolis é um alimento incrivelmente nutritivo, repleto de vitaminas e minerais que beneficiam tanto a saúde da pele quanto dos cabelos. A vitamina A, por exemplo, promove a renovação celular e ajuda a manter a pele saudável. A vitamina E e o selênio protegem os folículos capilares dos danos dos radicais livres, promovendo cabelos mais fortes e bonitos. 7. Oleaginosas As oleaginosas, como nozes, amêndoas e castanhas, são verdadeiros tesouros quando se trata da saúde da pele e dos cabelos. Esses alimentos são ricos em ácidos graxos essenciais, como ômega 3 e 6, além de vitaminas, minerais e antioxidantes, como vitamina E, zinco e selênio, que fortalecem os cabelos, auxiliam na produção de colágeno e protegem a pele dos radicais livres. Segundo a nutricionista Daniela Medeiro, consumir oleaginosas cruas ou torradas é o mais recomendado. Deve-se evitar comprar castanhas com sal, amendoins com casquinhas crocantes ou amêndoas com cobertura doce. Lembre-se que quanto mais natural, melhor será para a sua saúde. Consulte um especialista É importante destacar que nenhum desses alimentos isoladamente pode ser usado como fórmula mágica para manter a saúde da pele e dos cabelos. Por isso, é sempre recomendado buscar o auxílio de um profissional para uma orientação individualizada, como explica a nutricionista Nádia Neves. “Para obter o efeito desejado, eles [alimentos] devem fazer parte de uma dieta equilibrada e ajustada à necessidade de cada indivíduo”, conclui a especialista.

Read More »

5 mitos e verdades sobre o uso da suplementação de colágeno

5 mitos e verdades sobre o uso da suplementação de colágeno

O colágeno engorda? A suplementação ajuda a combater a flacidez? Essas e outras dúvidas são respondidas por uma especialista em nutrição O colágeno, uma proteína fundamental encontrada em abundância no corpo humano, desempenha um papel crucial na manutenção da pele, ossos e várias outras estruturas corporais. Entretanto, com o avanço da idade, a produção dessa proteína diminui, o que despertou o interesse na suplementação como uma forma de compensar esse déficit. A busca por suplementos dessa proteína na esperança de conquistar benefícios tangíveis para a saúde e a estética tem crescido ao longo dos anos. O corpo humano produz colágeno constantemente, utilizado em diversos processos exclusivos, incluindo a cicatrização e formação de cartilagens. Com o avanço da idade, a produção dessa proteína vital diminui progressivamente, iniciando uma redução de cerca de 1% ao ano a partir dos 30 anos de idade. Essa queda impacta diretamente na integridade e beleza da pele, contribuindo para o surgimento de rugas e flacidez. Uma dieta balanceada, rica em nutrientes e proteínas diversas, pode auxiliar na manutenção dos níveis de colágeno. Ao falarmos da suplementação de colágeno, é comum que apareçam diversas dúvidas sobre os benefícios para a beleza e outros aspectos do organismo. Para ajudar na questão, convidamos a nutricionista da Puravida, Alessandra Feltre, para tirar algumas dúvidas bastantes comuns sobre suplementação dessa proteína. 1. O colágeno engorda? Não! Mesmo contendo calorias, não tem impacto significativo no peso de uma pessoa quando consumido em porções recomendadas. Além disso, o colágeno pode potencialmente auxiliar no processo de emagrecimento devido à sua natureza proteica, que tende a promover uma maior sensação de saciedade, reduzindo assim, a ingestão calórica total. 2. A suplementação ajuda a combater a flacidez? A alegação de que o colágeno combate a flacidez muscular e da pele é contestada por estudos que apontam os exercícios físicos como principais combatentes da flacidez. O colágeno poderia atuar apenas como um mitigador de aspectos visuais desse processo, uma vez que, enquanto os exercícios físicos trabalham ativamente na tonificação muscular e no estímulo de produção de colágeno pelo próprio corpo, o consumo de colágeno através de suplementos não apresenta evidências científicas que confirmem um impacto significativo na melhoria da firmeza da pele e músculos. 3. O colágeno pode ser usado apenas por mulheres? Não, o colágeno é uma proteína intrínseca e vital para todos os seres humanos, independentemente do gênero. Sua função primordial no corpo não é apenas estética, mas também estrutural, proporcionando firmeza e elasticidade à pele, além de desempenhar papéis vitais na composição de tendões, ligamentos e outros tecidos conjuntivos. A variação que ocorre está relacionada à taxa de perda natural dessa proteína conforme os indivíduos envelhecem, um fenômeno que é universal e não isolado a um gênero específico. Portanto, tanto homens quanto mulheres podem e devem considerar a suplementação de colágeno conforme necessário e recomendado por profissionais de saúde. 4. O colágeno ajuda no fortalecimento de cabelos e unhas? Os aminoácidos derivados do colágeno suportam a produção de queratina, a proteína principal encontrada no cabelo e nas unhas. A prolina e a lisina, aminoácidos presentes no colágeno, desempenham papéis diretos na formação da queratina e na saúde dos folículos capilares. Além disso, o colágeno auxilia na hidratação da pele, proporcionando uma base saudável para o crescimento do cabelo e fortalecimento das unhas, evitando que se tornem quebradiças e frágeis. Uma pesquisa significativa neste campo foi realizada por Hexsel D, Zague V, Schunck M, Siega C, Camozzato FO, Oesser S.. O estudo, publicado no Journal of Cosmetic Dermatology, concluiu que a suplementação oral com peptídeos de colágeno bioativos específicos melhora o crescimento das unhas e reduz os sintomas de unhas frágeis. Portanto, a ingestão de colágeno fornece ao corpo os componentes necessários para manter o cabelo e as unhas fortes e saudáveis, como evidenciado por essa pesquisa. 5. O consumo conjugado com antioxidantes tem alguma diferença no organismo? O colágeno é uma proteína fundamental para a pele, articulações, e outros tecidos conjuntivos. Os antioxidantes, por sua vez, auxiliam na neutralização dos radicais livres, moléculas que podem causar danos às células e acelerar o envelhecimento. Assim, os antioxidantes auxiliam na manutenção da integridade dos tecidos, como a pele. Quando se consome colágeno em conjunto com antioxidantes, o intuito é potencializar a utilização desta proteína pelo organismo, uma vez que os antioxidantes podem ajudar a proteger contra possíveis danos ou interferências durante o processo de absorção e utilização pelo corpo.

Read More »

Como manter a imunidade durante período de variação climática

Como manter a imunidade durante período de variação climática

A nutróloga Fernanda Cortez sugere reposição de vitaminas de maneira natural para fortalecer o sistema imunológico Com a constante mudança de temperatura que estamos presenciando em alguns estados brasileiros, nossa defesa corporal pode ficar mais vulnerável. A médica Fernanda Cortez, pós-graduada em Nutrologia pela ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia) e em Nutriendocrinologia Funcional, explica que o sistema imunológico confere estabilidade para todos os sistemas e órgãos do corpo. Ou seja, é muito importante cuidar da imunidade, mas como fazer isso? A especialista conta como fortalecer o sistema imunológico e, consequentemente, ter mais saúde e resistência às mudanças de temperatura através de alimentos ricos em vitaminas. Confira: Vitamina A : Ajuda na saúde da pele e é possível encontrá-la em alimentos como cenoura, abóbora, espinafre e batata-doce. Vitamina B : As vitaminas B6 e B12 auxiliam muito no reforço da imunidade. Carnes, peixes, ovos, legumes e grãos integrais são ótimas fontes das vitaminas do complexo B. Vitamina C : A famosa vitamina C, encontrada facilmente em frutas cítricas, ajuda a revigorar o sistema imunológico e ajuda na prevenção de doenças. Vitamina D : Além da exposição, com segurança, ao sol, é possível encontrá-la em alimentos como peixes gordurosos, ovos e cogumelos. Vitamina E : Proporcionando ação antioxidante, ela protege as células do sistema imunológico. Amêndoas, sementes de girassol e azeite de oliva são ótimas fontes para obter o reforço da vitamina. A nutróloga alerta que, mesmo com essas instruções, é sempre muito importante buscar orientação de especialistas para avaliar as suas necessidades individuais e, se necessário, garantir uma suplementação adequada.

Read More »

A influência da alimentação na saúde da pele

A influência da alimentação na saúde da pele

Especialista ressalta a importância de uma dieta saudável pode contribuir para a saúde global do organismo Uma pele saudável está intimamente ligada com os processos externos como limpar, hidratar e proteger a cútis. No entanto, é importante associar essas práticas ...

Read More »

Veja qual a melhor suplementação de colágeno

Veja qual a melhor suplementação de colágeno

Apesar de formas diferentes, todos são a mesma coisa. O importante é tomar o Hidrolisado O nosso organismo produz colágeno de forma natural até por volta dos 25 anos de idade, após isso essa produção cessa e a partir dos ...

Read More »

Dicas para recuperar a dieta após a Páscoa

Dicas para recuperar a dieta após a Páscoa

Confira algumas dicas para retomar a dieta depois da comilança da Páscoa. Após a temporada de Páscoa , é comum sentir os efeitos do consumo excessivo de chocolates e outros alimentos mais godurosos. No entanto, é importante não se deixar abater e retomar o foco em hábitos alimentares saudáveis. Para te ajudar nessa retomada, selecionamos algumas dicas essenciais para recuperar a dieta após a Páscoa e voltar ao caminho da alimentação equilibrada. Chocolates , almoço em família, vinhos, a Páscoa é recheada de alimentos que não fazem parte da nossa rotina. Chega na segunda-feira e o desespero pode bater. Entenda a forma ideal de retomar equilíbrio alimentar. Dicas para recuperar a alimentação saudável após a Páscoa Primeiramente, é importante entender que um deslize na dieta ocasional não é motivo para se culpar. A Páscoa é um momento de celebração, e é natural desfrutar de alguns doces e iguarias! Em vez de se punir, reflita sobre suas escolhas alimentares e use isso como motivação para retornar a hábitos saudáveis. Se você quiser aproveitar as comidas servidas em alguma festa ou feriado, não exagere e saiba que no dia seguinte a sua dieta te espera. A alimentação é um conjunto de dias e hábitos, não vai ser um momento de relaxamento que irá colocar tudo a perder! 1. Volte a comer normalmente Após os excessos da Páscoa, retorne à sua rotina alimentar normal! Isso inclui comer refeições balanceadas, ricas em vegetais, proteínas magras e grãos integrais. Priorize alimentos frescos e nutritivos para ajudar a restabelecer o equilíbrio em sua dieta. Evite cair em papos de dieta detox para recuperar um dia recheado de comidas gordurosas e açucaradas! Nada melhor do que comer alimentos mais saudáveis, frutas, legumes e proteínas. Não se desespere e retorne ao básico e comum. 2. Reforce a hidratação Beber bastante água é essencial para eliminar toxinas do corpo e ajudar na digestão dos alimentos! Busque se manter bem hidratado após a Páscoa. Refor o consumo de água, chás de ervas e outras bebidas sem adição de açúcares. 3. Aumente as fibras As fibras são aliadas importantes na recuperação da dieta após a Páscoa, pois ajudam a promover a saciedade e a regularidade intestinal. Incremente sua ingestão de frutas, vegetais, legumes e grãos integrais para aumentar a quantidade de fibras em sua dieta. 4. Pratique atividades físicas Além de cuidar da alimentação, é fundamental manter uma rotina de atividade física regular. O exercício ajuda a queimar calorias extras e a aumentar o metabolismo, contribuindo para a recuperação da dieta após a Páscoa e para o bem-estar geral do corpo e da mente. 5. Escolhas conscientes Ao retornar à sua rotina alimentar, faça escolhas conscientes e equilibradas. Prepare lanches saudáveis, como frutas, iogurte grego ou oleaginosas, em vez de recorrer a doces e salgadinhos industrializados. Planeje suas refeições com antecedência para evitar impulsos alimentares desnecessários. 6. Cuidado com os chocolates que sobraram Se for possível, congele os chocolates que sobrabram do Domingo de Páscoa! Separe o chocolate em pequenas porções e controle o consumo fora dos dias de comemoração. No mais, relembre os bons momentos que viveu ao lado da sua família e entenda que as refeições de datas comemorativas acabam sendo inesquecíveis e animadoras.

Read More »

7 benefícios da linhaça para a sua saúde

7 benefícios da linhaça para a sua saúde

Confira os benefícios que a linhaça pode proporcionar para a sua saúde. A linhaça é um alimento versátil e nutritivo que oferece uma série de benefícios para a saúde! Esse alimento pode promover muitos pontos positivos para o seu organismo, selecionamos algumas razões pelas quais você deve considerar incluir a linhaça em sua dieta. Para colher os benefícios da linhaça , você pode adicioná-la à sua dieta de diversas maneiras, como polvilhando sobre iogurtes, saladas, cereais ou adicionando-a a smoothies e receitas de panificação. No entanto, é importante consumir a linhaça moída para garantir a absorção adequada de seus nutrientes. Consulte um profissional de saúde ou nutricionista para entender a quantidade ideal de linhaça na sua rotina alimentar. Entenda os benefícios que a linhaça pode proporcionar no seu corpo. 1. Rica em fibras A linhaça é uma excelente fonte de fibras, que são essenciais para a saúde digestiva. As fibras ajudam a promover a regularidade intestinal, prevenir a constipação e manter um sistema digestivo saudável. 2. Ácidos graxos ômega-3 A linhaça é uma das melhores fontes de ácidos graxos ômega-3 de origem vegetal. Estes ácidos graxos são importantes para a saúde do coração, ajudando a reduzir o colesterol LDL (ruim) e a inflamação no corpo. 3. Proteínas vegetais A linhaça é uma boa fonte de proteínas vegetais, o que a torna uma excelente opção para vegetarianos e veganos. As proteínas são essenciais para a construção e reparação dos tecidos do corpo, além de desempenharem um papel importante na manutenção da massa muscular. 4. Antioxidantes A linhaça contém uma variedade de antioxidantes, incluindo lignanas, que têm propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Os antioxidantes ajudam a combater os danos causados pelos radicais livres no corpo e podem ajudar a reduzir o risco de doenças crônicas, como doenças cardíacas e câncer. 5. Regulação hormonal As lignanas encontradas na linhaça têm propriedades semelhantes ao estrogênio e podem ajudar a regular os níveis hormonais no corpo. Isso pode ser especialmente benéfico para mulheres na menopausa, ajudando a aliviar os sintomas como ondas de calor e suores noturnos. 6. Controle do açúcar no sangue As fibras e os ácidos graxos ômega-3 presentes na linhaça podem ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue, o que é importante para prevenir e controlar a diabetes. 7. Saúde da pele e cabelo Os nutrientes presentes na linhaça, incluindo ácidos graxos ômega-3 e antioxidantes, podem ajudar a promover uma pele saudável e cabelos fortes e brilhantes.

Read More »

7 alimentos que ajudam a desinchar e são deliciosos

7 alimentos que ajudam a desinchar e são deliciosos

Confira a lista com alimentos que colaboram para desinchar o corpo e ainda são saborosos. Para aqueles que lidam com o desconforto causado pelo inchaço, incorporar alimentos que ajudam a desinchar na dieta pode ser uma estratégia eficaz e saborosa. Com opções saborosas e agradáveis, você pode ver o seu corpo desinchar de forma mais natural. Dentre os motivos pelos o inchaço acontece podem estar alimentação inadequada, problemas hormonais e sedentarismo. Por isso, é sempre importante consultar profissionais da saúde para receber orientações adequadas de alimentação e buscar a prática constante de exercícios físicos. Confira essa lista com alimentos que colaboram para desinchar o corpo e ainda possuem um sabor agradavél. Incorporar esses alimentos na sua dieta diária pode ajudar a reduzir o inchaço e a promover uma digestão saudável. Não esqueça de beber bastante água e evitar alimentos ricos em sódio e açúcar para maximizar os efeitos desinchantes desses alimentos. 1. Melancia Esta fruta refrescante é composta principalmente de água, o que ajuda a hidratar o corpo e a combater o inchaço. Além disso, a melancia é rica em potássio, que ajuda a regular os níveis de sódio e a eliminar o excesso de líquidos. 2. Pepino O pepino é conhecido por seu alto teor de água e propriedades diuréticas naturais, o que o torna um excelente alimento para combater o inchaço. Adicione fatias de pepino à sua salada ou prepare um refrescante suco de pepino para ajudar a reduzir o inchaço. 3. Abacaxi Rico em bromelina, uma enzima digestiva natural, o abacaxi pode ajudar a reduzir a inflamação e a promover a digestão saudável. Além disso, o abacaxi é uma excelente fonte de vitamina C, que também pode ajudar a reduzir o inchaço. 4. Gengibre O gengibre tem propriedades anti-inflamatórias e digestivas que podem ajudar a aliviar o inchaço e a desconforto gastrointestinal. Adicione gengibre fresco às suas refeições, chás ou sucos para obter seus benefícios desinchantes. 5. Chá de erva-doce O chá de erva-doce é conhecido por suas propriedades carminativas, que ajudam a aliviar a distensão abdominal e o inchaço. Tome uma xícara de chá de erva-doce após as refeições para ajudar na digestão e reduzir o desconforto. 6. Espinafre Este vegetal verde é uma excelente fonte de potássio e magnésio, que ajudam a regular os fluidos corporais e a reduzir o inchaço. Adicione espinafre às suas saladas, omeletes ou smoothies para obter seus benefícios desinchantes. 7. Chá verde O chá verde é conhecido por sua capacidade de aumentar o metabolismo e promover a eliminação de toxinas do corpo, o que pode ajudar a reduzir o inchaço. Além disso, o chá verde é rico em antioxidantes, que ajudam a combater a inflamação.

Read More »
Scroll To Top