Home / Tag Archives: beleza

Tag Archives: beleza

Feed Subscription

Entenda os riscos de clarear os cabelos com limão

Entenda os riscos de clarear os cabelos com limão

Nem todas as dicas que vemos na internet devem ser seguidas. Cuidado ao usar limão para clarear seus cabelos. No mundo das redes sociais, novas tendências e dicas de cuidados com os cabelos surgem toda hora. A que tem viralizado nas redes sociais atualmente é dica de aplicar de suco de limão nos fios e expôr o cabelo ao sol para deixá-los com um aspecto mais claro. Mas geralmente tudo que promete um resultado muito bom e muito rápido não é tão fácil assim. Embora essa prática prometa resultados rápidos e naturais, ela é perigosa e pode causar sérios danos à saúde capilar. Entenda os riscos e por que é importante evitar essa técnica aparentemente inofensiva, lembrando que é sempre importante pesquisar antes de realizar alguma trend. A trend A trend consiste em tirar algo próximo a um copo de suco de limão, passar nos cabelos, e depois ficar pelo menos uma hora exposto ao sol. As pessoas que testaram prometem um resultado rápido e incrível, mas será que é tudo tão bom assim? O limão faz mal para o cabelo? “O limão contém compostos fotossensibilizantes que, ao entrar em contato com o sol, aumentam a sensibilidade do cabelo à radiação UV . Isso resulta na decomposição dos grânulos de melanina e no clareamento dos fios,” explica Paula Colpas, dermatologista e consultora da TheraSkin®. “Embora clareie, o limão sensibiliza os fios , desprotegendo-os contra o sol, alterando o brilho, causando ressecamento , aumentando o risco de quebra e perda de elasticidade . A acidez da fruta danifica as cutículas capilares,” alerta. Além disso, ao aplicar limão nos cabelos e se expor ao sol, o suco pode escorrer para a pele, causando queimaduras e manchas. Em alguns vídeos, pessoas aplicam o limão diretamente nos cabelos com as mãos sob o sol da praia. A médica explica que, quando o suco de limão entra em contato com a pele e é exposto ao sol, pode desencadear uma reação intensa. As áreas afetadas podem ficar muito sensíveis e manchadas, e as queimaduras podem demorar semanas, ou até meses, para cicatrizar completamente.

Read More »

Dormir com o cabelo molhado faz mal?

Dormir com o cabelo molhado faz mal?

Veja opinião de especialistas e saiba como manter um cabelo saudável e bonito. Para muitas pessoas pode ser uma tarefa complicada conciliar os cuidados com a aparência e as responsabilidades. É muito comum que, diante da correria do dia a dia, só consigamos ter tempo de lavar o cabelo à noite, e nessa hora surge o questionamento: será que dormir com o cabelo molhado faz mal? Apesar de parecer uma prática inofensiva, dormir com o cabelo molhado pode ter consequências sérias para a saúde. Riscos de dormir com o cabelo molhado Os fios de cabelo demoram de 3 a 12 horas para secar completamente, portanto não é recomendado lavar o cabelo antes de dormir. A umidade em contato com o travesseiro pode levar ao desenvolvimento de dermatites que causam vermelhidão e coceira ou a uma infeccção por fungos. É possível também que a prática intensifique as crises de rinite ou asma e, ainda, pode estar relacionada ao surgimento de acnes. “O fungo que aparece com mais frequência nessa situação é o Malassezia spp. Em situações mais extremas, o quadro pode evoluir e levar até a queda dos fios”, explica a médica e integrante da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Regislaine Miquelin, para o site VivaBem. Além disso, dormir com o cabelo molhado pode ser prejudicial para a saúde das madeixas. O atrito dos fios com o travesseiro aumenta as chances deles quebrarem, já que o abafamento causado pelo contato da umidade com o tecido faz com que o cabelo fique mais fraco. “Em geral, o cabelo molhado é mais frágil e propenso a quebrar do que o cabelo seco. A água enfraquece a estrutura proteica do cabelo, tornando-o mais elástico e mais fácil de esticar e quebrar”, explicou o dermatologista Timothy Schmidt para a Universidade de Utah. O que fazer então? O ideal é lavar o cabelo durante o dia e deixá-lo secar naturalmente, assim você previne dermatites e infecções. No entanto, caso não tenha outra escolha, recomenda-se o uso do secador após a lavagem. Mas é importante lembrar que o calor excessivo também é prejudicial para os fios, então aplique um protetor térmico antes da secagem e mantenha uma distância de pelo menos 20cm do couro cabeludo. Também é recomendado evitar a temperatura máxima do secador. Agora que você já sabe que dormir com o cabelo molhado faz mal, não deixe de conferir outras formas de cuidar da saúde dos fios! Confira sete produtos que não podem faltar na sua rotina .

Read More »

3 óleos que ajudam a combater cabelos brancos de forma natural

3 óleos que ajudam a combater cabelos brancos de forma natural

Alguns óleos, quando misturados com shampoo, podem fazer toda a diferença com os cabelos grisalhos! Apesar do movimento de aceitação dos cabelos grisalhos estar crescendo, algumas pessoas ainda não gostam de exibir seus cabelos brancos. E sim, os óleos podem ser bem úteis para ajudar você a manter apenas a cor natural do seu cabelo! Por isso, separamos alguns óleos para você investir e usar na hora do banho. A luta contra os cabelos brancos nunca foi tão fácil! Quais óleos ajudam a escurecer o cabelo? Como falamos, você não precisa sempre recorrer a tinturas que prejudicam o cabelo; é possível obter cabelos mais escuros e sem fios brancos usando óleos essenciais de forma natural. Basta adicionar esses óleos ao seu shampoo para obter esses benefícios sem danificar seus fios! Lavanda O óleo essencial de lavanda é ideal para dar um efeito perfeito ao cabelo, ajudando a disfarçar os cabelos grisalhos de forma natural. Basta adicionar cinco gotas de óleo de lavanda ao seu shampoo para neutralizar as mechas grisalhas e torná-las menos visíveis. Alecrim O óleo essencial de alecrim é muito recomendado para escurecer cabelos grisalhos, fortalecer os fios e estimular o crescimento capilar. Basta adicionar 12 gotas deste óleo ao seu shampoo do dia a dia e usar regularmente para notar os benefícios nos seus cabelos em pouco tempo. Camomila O óleo essencial de camomila é excelente para cabelos escuros e ajuda muito para deixar os fios grisalhos, devido às suas propriedades calmantes e tonificantes. Então, adicione 10 gotas deste óleo ao seu shampoo para suavizar e tonificar seus cabelos brancos, disfarçando-os completamente.

Read More »

Descubra segredo para tirar mancha de espinha do rosto

Descubra segredo para tirar mancha de espinha do rosto

As manchas de espinha do seu rosto têm solução! Saiba como se livrar delas de uma vez por todas. Todo mundo já espremeu aquela espinha que estava perturbando o seu juízo e se arrependeu, né? Fora os casos de doenças de pele, geralmente esse é o maior motivo causador das manchas de espinha. Mas, muitas vezes achamos que elas não tem solução e que manchas são permanentes. Porém, graças à evolução dos produtos de skincare, temos produtos e técnicas perfeitas para remover essas manchas e deixar o rosto uniforme. Então, saiba quais são os processos que vão ajudar você a dar o último adeus às manchas de espinha que são as melhores amigas do seu corretivo. Bora aprender então? Se liga nessas dicas e fique livre das manchas! 1. A importância da vitamina C A aplicação de vitamina C no rosto pode ajudar a clarear e prevenir manchas escuras causadas por espinhas, estimulando a produção de colágeno, hidratando e revitalizando a pele, além de combater pigmentos escuros, clareando manchas existentes e evitando o surgimento de novas. A vitamina C está disponível em forma de sérum, gel ou creme facial, e deve ser aplicada uma vez ao dia, após a limpeza da pele com um sabonete específico para o rosto. 2. Faça uso de produtos despigmentantes e clareadores Os dermatologistas podem recomendar o uso de cremes, géis ou loções clareadoras contendo ingredientes como ácido kójico, que tem uma ação suave e demora de 4 a 8 semanas para resultados visíveis, ácido glicólico para peeling, ácido retinóico para prevenção de novas manchas e hidroquinona, que requer o uso de filtro solar para evitar o agravamento das manchas. Esses ácidos também podem ser usados em concentrações mais altas para peelings, que removem a camada externa da pele, deixando a pele regenerada e criando uma nova camada sem manchas. 3. Hidrate e esfolie a pele diariamente Usar um esfoliante eficaz pode remover as células mortas da pele, deixando ela pronta para absorver melhor os produtos dos outos processos da skincare. Uma receita caseira simples para esfoliar e hidratar a pele é combinar iogurte natural com fubá, aplicando a mistura na pele limpa e esfregando suavemente em movimentos circulares. Após enxaguar o rosto, aplique uma máscara facial clareadora para obter melhores resultados. 4. Para alguns casos, os processos estéticos são a solução Os tratamentos estéticos, como luz pulsada e laser, são eficazes para uniformizar o tom da pele, com resultados bem mais rápidos, embora sejam mais caros. Geralmente, são necessárias de 5 a 10 sessões, com intervalos semanais, para notar uma diferença visível antes e depois do tratamento.

Read More »

3 dicas para escolher o armário para a cozinha

3 dicas para escolher o armário para a cozinha

Arquiteta explica como escolher um modelo que proporcione organização e beleza ao ambiente Além de dar mais funcionalidade e beleza, os armários de cozinha têm a função de armazenar e ocultar os utensílios, deixando o ambiente mais organizado e, consequentemente, impedindo que a gordura e a poeira entrem em contato com os objetos que lá estão. Também é uma ótima opção para quem quer investir no décor, pois com eles o local fica mais charmoso e sofisticado. Mas, apesar das vantagens que proporcionam para a cozinha , a tarefa de escolher o modelo ideal para o projeto pode ser complicada para o morador que desconhece os estilos, uma vez que existe uma grande quantidade de opções disponíveis. “É muito importante tirar as medidas completas do espaço destinado para o armário, assim trabalhamos com uma peça executada com exclusividade ou compramos aquela com o tamanho certinho, evitando dores de cabeça mais para frente. Também temos que ficar atentos às aberturas de janelas e com os vãos para os eletrodomésticos, de forma que tudo se encaixe perfeitamente”, explica a arquiteta Marina Carvalho, à frente do escritório que leva seu nome. A profissional ainda ressalta que, além de oferecer praticidade e boa estética, o armário de cozinha deve harmonizar com a proposta decorativa da cozinha, deixando o ambiente ainda mais agradável. Com diversos tipos de armários em seus projetos, Marina dá dicas de como harmonizá-los. Confira! 1. Cozinhas pequenas Em cozinhas pequenas é interessante pensar em armários sob medida, pois com eles é possível economizar espaço e deixar o cômodo mais compacto. Por ficarem suspensos, os armários aéreos também são de grande ajuda, pois além de contribuir com o armazenamento dos utensílios, não interferem na circulação de pessoas na cozinha. 2. Saindo do padrão Os armários de cozinha não necessariamente precisam seguir o mesmo modelo: a ideia é sempre pautada na análise que identifica qual a tipologia que atende melhor o layout e as demandas dos moradores. Para que se tenha organização e melhor distribuição dos utensílios, é interessante oferecer compartimentos bem definidos, auxiliando a divisão. 3. As cores fazem a diferença Além de proporcionar funcionalidade e praticidade aos moradores, a estética do armário de cozinha também deve ser levada em consideração. Dessa forma, as cores são elementos valiosos para conferir personalidade ao ambiente, cooperando até para integrar e ampliar o local. “Quando temos cores neutras nas paredes e no piso, conseguimos ousar um pouco mais. Assim, a marcenaria pode receber cores vibrantes ou que seguem o estilo de decoração do projeto, mas sempre tomando cuidado com os excessos”, finaliza.

Read More »

5 mitos sobre a queda de cabelo no inverno

5 mitos sobre a queda de cabelo no inverno

Especialista explica como alguns cuidados são importantes para evitar esse problema nesta época do ano No fim do outono e no começo do inverno, é comum observar mudanças nos cabelos, especialmente um aumento na queda. Essas estações são caracterizadas por temperaturas mais baixas e menor umidade no ar, o que pode contribuir para o ressecamento do couro cabeludo e dos fios. Além disso, a exposição a ambientes internos aquecidos e a maior frequência de banhos quentes pode agravar a situação, levando à fragilização dos cabelos e aumentando a propensão à queda. Por isso, a tricologista Viviane Coutinho esclarece mitos comuns sobre a queda de cabelo nesta época do ano! 1. O frio é o principal causador da queda de cabelo no inverno? Mito. O frio não é a principal causa da queda de cabelo. O que realmente influência são as mudanças nos hábitos durante o inverno , como banhos quentes, uso frequente de aquecedores e a menor exposição ao sol, que podem afetar a saúde do couro cabeludo e dos fios. 2. Lavar o cabelo com água quente não tem impacto na queda de cabelo? Mito . Água quente pode ressecar tanto o cabelo quanto o couro cabeludo, removendo os óleos naturais que protegem os fios. Isso pode resultar em um couro cabeludo seco e irritado, favorecendo a queda de cabelo. É importante lavar o cabelo com água na temperatura ambiente para manter o equilíbrio dos óleos naturais. 3. O uso de gorros e chapéus causa queda de cabelo? Mito. O uso de gorros e chapéus não causa queda de cabelo, desde que sejam usados corretamente . No entanto, se esses acessórios estiverem muito apertados, podem causar atrito e quebra dos fios. Opte por materiais respiráveis e evite usá-los por períodos prolongados. 4. No inverno é normal perder mais cabelo? Mito . Embora muitas pessoas notem um aumento na queda de cabelo no inverno, isso não deve ser considerado normal. Fatores como baixa umidade, mudanças nos cuidados capilares e dieta inadequada podem contribuir para a queda. Manter uma rotina de cuidados adequada e uma alimentação balanceada pode ajudar a minimizar esse problema. 5. Não é necessário proteger o cabelo do sol no inverno? Mito . Mesmo no inverno, os raios UV podem danificar os cabelos. Além disso, a exposição ao sol ajuda na produção de vitamina D, essencial para a saúde capilar. É importante proteger os fios com produtos que contenham proteção UV e garantir que seu couro cabeludo receba luz solar suficiente. Cabelos saudáveis no inverno Abaixo, Viviane Coutinho lista algumas dicas para manter os cabelos saudáveis no inverno e, assim, evitar a queda. Hidratação adequada: use máscaras e condicionadores hidratantes para combater o ressecamento causado pelo frio e pela água quente. Cuidados na lavagem: lave os cabelos com água morna e evite banhos muito quentes. Use shampoos suaves e adequados para o seu tipo de cabelo. Proteção térmica: sempre aplique protetor térmico antes de usar ferramentas de calor, como secadores e chapinhas. Alimentação balanceada: consuma alimentos ricos em vitaminas e minerais essenciais para a saúde capilar, como biotina, zinco e vitaminas A e C. Evite excesso de calor: diminua o uso de secadores e chapinhas e deixe os cabelos secarem naturalmente sempre que possível. “Compreender a verdade por trás desses mitos e adotar uma rotina de cuidados apropriada pode ajudar a manter seus cabelos saudáveis e bonitos durante o inverno. A queda de cabelo pode ser controlada com as práticas corretas e o cuidado contínuo”, finaliza a tricologista.

Read More »

4 cuidados para manter os cabelos grisalhos bonitos e saudáveis

4 cuidados para manter os cabelos grisalhos bonitos e saudáveis

Hair stylist explica quais produtos utilizar para evitar que os fios fiquem amarelados e sem vida À medida que os primeiros cabelos brancos começam a aparecer, as pessoas costumam recorrer aos tonalizantes ou às colorações para escondê-los, especialmente as mulheres, que são cercadas por tabus e estigmas sociais. No entanto, uma mudança de paradigma está ocorrendo. O aumento significativo nas pesquisas pelo termo ‘cabelo grisalho’ no Google e a crescente quantidade de personalidades que abraçam seu tom natural, como Samara Felippo e Alexandra Hedison, evidenciam essa transformação. Mais do que apenas ocultar os sinais de envelhecimento, assumir os cabelos grisalhos representa um empoderamento e uma celebração da beleza autêntica. “A principal diferença que uma pessoa vai notar no cabelo grisalho é que, geralmente, ele fica mais áspero, seco e sem brilho. Isso acontece porque o cabelo é composto por melanina e queratina. A melanina é responsável por deixar o cabelo macio, hidratado e com brilho. Já a queratina, por manter os fios fortes. Quando perdemos estas substâncias, é comum percebermos essas mudanças na textura e aparência” , comenta Marília Tambasco, hair stylist e embaixadora da Keune. Neste contexto, a especialista compartilha sua experiência e oferece valiosas dicas para o cuidado especial dos cabelos brancos. Confira! 1. Utilize produtos específicos para grisalhos Uma das principais dificuldades dos fios prateados é manter sua cor vibrante e bonita, já que a tendência é que o tom comece a ficar amarelado. “Esta dica pode parecer meio óbvia, mas é importante lembrar que é importante ter em casa produtos que ajudem na neutralização da cor”, explica Marília Tambasco. Segundo ela, o pigmento violeta é um dos responsáveis por ajudar a manter o cabelo grisalho em um tom bonito e moderno, sem aquele aspecto amarelado. “Invista também nos produtos que contenham proteína hidrolisada do trigo e a pró-vitamina B5, por exemplo, que vão ajudar na força e na maciez dos fios que costumam ficar comprometidas”, recomenda. 2. Use leave-in com proteção solar Proteja seus fios dos danos causados pelo sol, especialmente durante atividades ao ar livre ou idas à praia. Para isso, use um leave-in com proteção solar para evitar o amarelado e o ressecamento provocados pelos raios UV. 3. Faça hidratação regularmente Os cabelos grisalhos têm uma tendência natural a serem mais ásperos e secos devido à perda de melanina. Portanto, é essencial manter uma rotina de hidratação pelo menos uma vez por semana. Segundo a profissional, é indicado usar máscaras capilares hidratantes e condicionadores específicos para restaurar a suavidade e o brilho dos fios e frequentar regularmente os salões para serviços ainda mais direcionados. 4. Evite fontes de calor Minimize o uso de ferramentas de calor , como secadores, chapinhas e modeladores de cachos. “O calor excessivo pode danificar a estrutura dos fios, tornando-os mais propensos à quebra e ao ressecamento, prejudicando a aparência dos cabelos grisalhos. Caso use, nunca se esqueça do protetor térmico”, ressalta Marília Tambasco.

Read More »

5 tipos de pedras para usar em bancadas

5 tipos de pedras para usar em bancadas

Arquiteta elenca as vantagens e desvantagens de cada material para diferentes ambientes A pedra da bancada, seja na cozinha, no banheiro ou na área gourmet, desempenha papéis fundamentais tanto estéticos quanto funcionais. Esteticamente, ela contribui significativamente para o visual do ambiente, proporcionando uma sensação de elegância e sofisticação. Quanto à funcionalidade, oferece durabilidade e resistência, suportando o uso diário e proporcionando uma superfície sólida para atividades como preparação de alimentos, higienização e entretenimento. Por isso, a seguir, a arquiteta Camilla Bischoff explica sobre os principais tipos de pedras e lista as vantagens e desvantagens de cada uma delas. Confira! 1. Mármore O mármore é uma escolha clássica e atemporal, conhecido por sua beleza e elegância, disponível em uma variedade de cores e padrões. Ele é altamente durável e pode ser usado em uma variedade de aplicações, desde bancadas de banheiro até pisos e revestimentos de paredes. Vantagens: elegância e beleza atemporal, adicionando um toque de luxo a qualquer espaço. Desvantagens: menos resistente a manchas e arranhões em comparação com outros materiais, exigindo cuidados extras de manutenção. Dessa maneira, não é indicado para cozinhas. 2. Granito Assim como o mármore, o granito é uma pedra natural muito procurada devido à sua durabilidade e variedade de cores e padrões. Ele é frequentemente usado em bancadas de cozinha, área gourmet, banheiro e áreas de trabalho devido à sua resistência a arranhões e manchas. Vantagens: extrema durabilidade e resistência a arranhões, calor e manchas, ideal para áreas de alto tráfego como cozinhas. Desvantagens: pode ser mais suscetível a rachaduras se não for instalado corretamente devido à sua natureza porosa. 3. Quartzo O quartzo é uma opção popular para quem busca durabilidade e baixa manutenção. Feito de quartzo natural misturado com resinas e pigmentos, o material oferece uma ampla gama de cores e padrões. Ele é frequentemente usado em bancadas de cozinha e banheiro. Vantagens: grande variedade de cores e padrões disponíveis, além de ser resistente a manchas e fácil de limpar. Desvantagens: pode ser menos resistente ao calor do que o granito; portanto, é importante usar suportes de panelas para evitar danos. 4. Pedra Sabão Essa pedra natural tem sido cada vez mais procurada devido à sua beleza única e ao seu acabamento suave ao toque. Ela é frequentemente usada em bancadas de cozinha e banheiro. Vantagens: textura suave e agradável ao toque, com uma aparência única e rica que adiciona charme e originalidade a qualquer espaço. Desvantagens: menos resistente do que outras opções de pedra, sendo mais propensa a arranhões e danos se não for cuidada adequadamente. 5. Corian É uma superfície sólida feita de uma mistura de minerais naturais e resinas acrílicas. Ele é conhecido por sua versatilidade e durabilidade, além de oferecer uma ampla variedade de cores e acabamentos. Vantagens: versatilidade para criar designs personalizados e integrar pias e cubas sem vincos visíveis, oferecendo uma estética moderna e limpa. Desvantagens: menos resistente a arranhões e ao calor do que algumas opções de pedra, exigindo cuidado extra ao usar panelas quentes e objetos afiados, além de ter um custo maior do que a maioria das pedras. Assim, ele não é muito indicado para área gourmets e cozinhas. Como combinar as pedras com o estilo de decoração? Para quem gosta do estilo clássico/elegante, a arquiteta explica que as pedras mais indicadas são o mármore, nas cores branco ou creme. “Ele é ideal para criar uma atmosfera sofisticada e atemporal, harmonizando com móveis e acessórios de estilo clássico”, revela. Além desse, Camilla também indica o granito preto absoluto. “A pedra adiciona um toque de luxo e drama, especialmente em cozinhas e banheiros, destacando-se com armários de madeira escura e metais polidos”, afirma. No caso do moderno/minimalista, a especialista diz que o quartzo cinza e preto é a melhor opção, pois “proporciona uma base neutra e elegante para um design contemporâneo, complementando linhas limpas e minimalistas de móveis e acessórios”. Mas se você prefere a decoração escandinava ou rústica/industrial, ela indica o corian branco/cinza ou o granito no tom verde/marrom e pedra sabão em tons terrosos, respectivamente. Isso porque a pedra corian combina perfeitamente com a estética clean e minimalista do estilo escandinavo, proporcionando uma sensação de luminosidade e serenidade. Enquanto isso, o granito nas tonalidades citadas oferece ao ambiente rústico a sensação de calor, complementando os materiais utilizados na decoração. “Já a pedra sabão em tom terroso imprime uma atmosfera acolhedora e orgânica, trazendo uma sensação de conexão com a natureza em ambientes industriais ou rústicos”, completa a arquiteta. Limpeza e durabilidade Para maior durabilidade e beleza das pedras, é imprescindível a manutenção regular, começando sempre com uma boa limpeza. “Para as pedras em geral, a limpeza pode ser realizada com água morna e sabão neutro ou detergente específico para pedras naturais. Evite usar nelas produtos de limpeza ácidos”, esclarece Camilla. Para evitar manchas, a arquiteta recomenda a aplicação de um selante ou impermeabilizante adequado para proteção contra manchas. “Porém, caso ocorra alguma mancha, tente limpá-las imediatamente com uma solução de água e detergente ou um removedor específico para o tipo de pedra. Evite deixar derramamentos de líquidos por longos períodos, pois podem penetrar na pedra e causar manchas permanentes”, explica a profissional, ressaltando que para pedras menos resistentes ao calor, é indicado o uso de suporte de panelas para evitar danos, como trincas. Se o problema é o aspecto das pedras mais antigas, Camilla Bischoff diz que é possível recuperá-las. “Para isso é preciso usar algumas técnicas, como polimentos e lixamentos que irão remover danos mais profundos. Sempre recomendo, para esses casos, a contratação de profissionais mais experientes e qualificados para a realização do serviço”, finaliza a profissional.

Read More »

Veja como inserir revestimentos coloridos e desenhados na decoração

Veja como inserir revestimentos coloridos e desenhados na decoração

Arquitetas explicam a relevância desse estilo que fez sucesso no passado e retornou com uma leitura mais moderna No passado, a aplicação do azulejo era mais concentrada na cozinha e exercia uma função mais técnica, como revestimento de paredes. Mas hoje em dia essa visão mudou. Além de cobrir as faces que determinam o perímetro dos ambientes, ele alçou status e é reconhecido como elemento importante na decoração. Repleto de personalidade, o material ganhou estampas modernas, texturas, cores, formatos diversificados e a possibilidade de estar em qualquer cômodo da casa. Entre suas principais vantagens estão a facilidade de limpeza e a inserção em áreas modernas. “Hoje, nós temos também o porcelanato que, embora mais fino, apresenta resistência superior ao azulejo. Entretanto, deve-se fazer a comparação entre um e outro não apenas no quesito resistência, como também pela facilidade de instalação e o conceito desejado para o décor. Sem dúvidas, o azulejo é uma escolha acertada quando o intuito é deixar a parede muito bem-marcada”, explica Claudia Yamada, sócia do escritório Studio Tan-Gram ao lado da também arquiteta Monike Lafuente. Por que usar azulejos decorados? De origem árabe – da palavra azuleicha , ou ‘pedra polida’ em bom português –, a técnica já era usada pelos egípcios, que decoravam seus edifícios e mesquitas com peças cerâmicas, trazendo beleza e expressando o dia a dia da época. A dupla do Studio Tan-Gram revela sua predileção por sempre escolher um ponto do projeto para trabalhar com o azulejo decorado, haja vista que, além da beleza, gostam de resgatar o contexto histórico que o item carrega. “Tem toda uma questão de identidade para o projeto. O produto certo, que é aquele alinhado com a proposta decorativa do projeto, tem o poder de trazer mais vida para o ambiente, deixando com um ‘quê’ afetivo e cara de lar. Eles realmente se destacam no pedaço onde são usados e nós apreciamos essa característica singular que ele insere”, afirma Monike. Diferenças entre azulejo decorado e ladrilho hidráulico Tudo é uma questão de técnica e produção. O azulejo decorado pode ser feito de maneira artesanal, quando pintado à mão, ou industrial que, depois da peça produzida, conta com um sistema de impressão pré-configurado. O ladrilho hidráulico, por sua vez, é produzido com cimento e corantes. “Não é uma pintura por cima, realmente é um corante no cimento. Ele é comprimido em prensa e feito de maneira artesanal, sem brilho e, apesar de sua alta resistência e durabilidade, é muito poroso. Por isso, é imprescindível a aplicação de um impermeabilizante”, afirma Claudia. Dentro desse contexto manual, a arquiteta enfatiza que o morador deve estar consciente que possivelmente, quando empregado em piso, faixas acima da parede da pia ou atrás do fogão, a peça, com o tempo, pode acumular manchas. Apesar de muitas pessoas não gostarem dessas marcas do tempo e dos acontecimentos, elas são uma das características que traz todo o charme para o ladrilho hidráulico. Azulejos com padrões diferentes Segundo Monike e Claudia, cada marca encontrada no mercado dispõe de um portfólio de azulejaria. No processo de especificação para os projetos, elas relatam os critérios que analisam para obter a definição de qual proposta desejam aplicar. “Tanto podemos investir em revestimentos bem pintados, coloridos e com desenhos geométricos, como também investir em peças com uma única cor e lisas, como os tão queridinhos azulejos de metrô”, orientam as profissionais, que completam: “agora, se a intenção for seguir uma linha mais artesanal, o ladrilho hidráulico, embora com as ressalvas que destacamos, reina absoluto. E com isso, um fator dominante é o valor que se pode gastar”. Dimensões do azulejo Para as arquitetas, não há dimensão ideal para a instalação nos projetos. E para os azulejos se destacarem de forma marcante, elas sugerem a busca por peças menores, como 7cm x 40 cm, 7 cm x 15 cm, 20 cm x 20 cm ou 15 cm x 15 cm. “Com dimensões de 30 x 30 cm para cima, o revestimento perde essa especificidade como um azulejo e acaba ficando mais com um ar de acabamento da construtora, o oposto do conceito de um azulejo decorado”, explica a dupla. Rejuntes: o que levar em conta na hora de escolher Definir o rejunte certo é fundamental para o sucesso do revestimento na parede, pois além de vedar o encontro entre as peças, compensar quaisquer imperfeições e absorver as tensões que podem ocasionar em trincas e possíveis descolamentos, o material contribui para evitar os temidos problemas de infiltrações. Dependendo de sua cor, o rejunte traz um efeito diferente à leitura das peças. De acordo com as arquitetas, o mercado oferece três tipos de rejuntes. O mais comum é o cimentício, empregado na maioria das construções e, por suas características, requer uma manutenção mais frequente no dia a dia da casa. Já o acrílico figura em um nível intermediário com uma durabilidade um pouquinho maior e um acabamento mais liso. Por fim, o epóxi é reconhecido como o mais resistente e longevo, requerendo baixa manutenção. Paginação A paginação é a etapa realizada antes de assentar os revestimentos na obra. Para isso, é essencial definir qual desenho será composto pelas placas cerâmicas e, dessa forma, considerar o percentual de perda – resultado dos cortes e ajustes em função da área a ser coberta. “Em geral, no momento de calcular estimamos uma adição de 10%, mas a depender do estilo de paginação a ser disposto, esse volume pode ser previsto em até 30%”, explicam as profissionais. Segundo Claudia e Monike, os principais estilos de paginação são: Paginação aninhada: as placas apresentam tamanhos e formatos iguais e mantém um alinhamento constante. É indicado para locais amplos , sem muitos obstáculos e, por apresentar um volume menor de corte, é uma opção econômica; Paginação vertical: nesse tipo de assentamento, o sistema considera a orientação das peças no sentido vertical. Geralmente, adotada como um ‘truque’ para ampliar a percepção de altura do pé-direito; Paginação horizontal: ao contrário do vertical, os azulejos são dispostos de acordo com o eixo horizontal, aumentando a largura da superfície. Por isso, pode ser executada em paredes de locais menores, como banheiro; Paginação diagonal: com peças instaladas em um ângulo de 45 graus, esse estilo de revestimento requer um volume maior de corte de peça; Espinha de peixe: bastante queridinha nos projetos contemporâneos, o estilo dá a impressão de um zig zag. A formatação também demanda um volume maior de cortes das peças. Escama de peixe: semelhante à espinha de peixe, a diferença está na direção das peças, que ficam em um ângulo de 90 graus; Transpasse padrão e transpasse aleatório : nesse modo de colocação, o azulejo é colocado um do lado do outro, mas com o final desencontrado. A decisão por um ou por outro depende também das orientações dos fabricantes quanto à diferença entre o final de uma peça com a outra.

Read More »

6 dicas para manter os cabelos sempre hidratados

6 dicas para manter os cabelos sempre hidratados

Veja como alguns cuidados são fundamentais para ter fios brilhantes e sedosos A hidratação adequada dos cabelos ajuda a prevenir a quebra, o ressecamento, as pontas duplas e outros problemas capilares, além de proporcionar um aspecto mais brilhante, bonito e sedoso. Nesse sentido, existem diversos cuidados específicos que podem ajudar a manter os fios hidratados. Por isso, a terapeuta capilar Renata Fraga lista alguns hábitos que auxiliam. Confira! 1. Coloque leave-in na rotina Use leave-in apropriado para o seu tipo de cabelo . Ele funciona como uma película protetora dos fios. Além disso, escolha as opções com filtro solar. 2. Enxágue o cabelo após o mergulho Sempre que der um mergulho no mar ou na piscina, se possível, enxágue o cabelo com água corrente. Desse modo, você retira o excesso de resíduos presentes na água, como o sal e o cloro, que danificam os fios. 3. Utilize óleos vegetais Hidrate seu cabelo em casa e no salão. Tratamento com queratina é uma ótima opção. Tratar os cabelos com óleos vegetais naturais também é indicado. Isso porque eles são poderosos na umectação celular, pois impedem a saída da água e dos nutrientes, mantendo o cabelo hidratado. 4. Proteja o cabelo do sol Use boné ou chapéu quando for se expor ao sol. Os dois protegem o cabelo, mas, ao mesmo tempo, abafam o couro cabeludo. Por isso, quando estiver embaixo do guarda-sol ou em um local coberto, prefira ficar sem eles. 5. Corte os cabelos com regularidade Corte as pontinhas do cabelo. A parte fina dos fios, mais antiga e desgastada, fica com as escamas abertas, o que dificulta a retenção de nutrientes pela fibra capilar. Para quem quer eliminar somente as pontas duplas, prefira o corte bordado. 6. Evite produtos com álcool Produtos capilares com álcool podem ressecar os cabelos, então procure por itens livres desse ingrediente.

Read More »
Scroll To Top