Home / Tag Archives: dicas

Tag Archives: dicas

Feed Subscription

Descubra segredo para tirar mancha de espinha do rosto

Descubra segredo para tirar mancha de espinha do rosto

As manchas de espinha do seu rosto têm solução! Saiba como se livrar delas de uma vez por todas. Todo mundo já espremeu aquela espinha que estava perturbando o seu juízo e se arrependeu, né? Fora os casos de doenças de pele, geralmente esse é o maior motivo causador das manchas de espinha. Mas, muitas vezes achamos que elas não tem solução e que manchas são permanentes. Porém, graças à evolução dos produtos de skincare, temos produtos e técnicas perfeitas para remover essas manchas e deixar o rosto uniforme. Então, saiba quais são os processos que vão ajudar você a dar o último adeus às manchas de espinha que são as melhores amigas do seu corretivo. Bora aprender então? Se liga nessas dicas e fique livre das manchas! 1. A importância da vitamina C A aplicação de vitamina C no rosto pode ajudar a clarear e prevenir manchas escuras causadas por espinhas, estimulando a produção de colágeno, hidratando e revitalizando a pele, além de combater pigmentos escuros, clareando manchas existentes e evitando o surgimento de novas. A vitamina C está disponível em forma de sérum, gel ou creme facial, e deve ser aplicada uma vez ao dia, após a limpeza da pele com um sabonete específico para o rosto. 2. Faça uso de produtos despigmentantes e clareadores Os dermatologistas podem recomendar o uso de cremes, géis ou loções clareadoras contendo ingredientes como ácido kójico, que tem uma ação suave e demora de 4 a 8 semanas para resultados visíveis, ácido glicólico para peeling, ácido retinóico para prevenção de novas manchas e hidroquinona, que requer o uso de filtro solar para evitar o agravamento das manchas. Esses ácidos também podem ser usados em concentrações mais altas para peelings, que removem a camada externa da pele, deixando a pele regenerada e criando uma nova camada sem manchas. 3. Hidrate e esfolie a pele diariamente Usar um esfoliante eficaz pode remover as células mortas da pele, deixando ela pronta para absorver melhor os produtos dos outos processos da skincare. Uma receita caseira simples para esfoliar e hidratar a pele é combinar iogurte natural com fubá, aplicando a mistura na pele limpa e esfregando suavemente em movimentos circulares. Após enxaguar o rosto, aplique uma máscara facial clareadora para obter melhores resultados. 4. Para alguns casos, os processos estéticos são a solução Os tratamentos estéticos, como luz pulsada e laser, são eficazes para uniformizar o tom da pele, com resultados bem mais rápidos, embora sejam mais caros. Geralmente, são necessárias de 5 a 10 sessões, com intervalos semanais, para notar uma diferença visível antes e depois do tratamento.

Read More »

3 dicas para escolher o armário para a cozinha

3 dicas para escolher o armário para a cozinha

Arquiteta explica como escolher um modelo que proporcione organização e beleza ao ambiente Além de dar mais funcionalidade e beleza, os armários de cozinha têm a função de armazenar e ocultar os utensílios, deixando o ambiente mais organizado e, consequentemente, impedindo que a gordura e a poeira entrem em contato com os objetos que lá estão. Também é uma ótima opção para quem quer investir no décor, pois com eles o local fica mais charmoso e sofisticado. Mas, apesar das vantagens que proporcionam para a cozinha , a tarefa de escolher o modelo ideal para o projeto pode ser complicada para o morador que desconhece os estilos, uma vez que existe uma grande quantidade de opções disponíveis. “É muito importante tirar as medidas completas do espaço destinado para o armário, assim trabalhamos com uma peça executada com exclusividade ou compramos aquela com o tamanho certinho, evitando dores de cabeça mais para frente. Também temos que ficar atentos às aberturas de janelas e com os vãos para os eletrodomésticos, de forma que tudo se encaixe perfeitamente”, explica a arquiteta Marina Carvalho, à frente do escritório que leva seu nome. A profissional ainda ressalta que, além de oferecer praticidade e boa estética, o armário de cozinha deve harmonizar com a proposta decorativa da cozinha, deixando o ambiente ainda mais agradável. Com diversos tipos de armários em seus projetos, Marina dá dicas de como harmonizá-los. Confira! 1. Cozinhas pequenas Em cozinhas pequenas é interessante pensar em armários sob medida, pois com eles é possível economizar espaço e deixar o cômodo mais compacto. Por ficarem suspensos, os armários aéreos também são de grande ajuda, pois além de contribuir com o armazenamento dos utensílios, não interferem na circulação de pessoas na cozinha. 2. Saindo do padrão Os armários de cozinha não necessariamente precisam seguir o mesmo modelo: a ideia é sempre pautada na análise que identifica qual a tipologia que atende melhor o layout e as demandas dos moradores. Para que se tenha organização e melhor distribuição dos utensílios, é interessante oferecer compartimentos bem definidos, auxiliando a divisão. 3. As cores fazem a diferença Além de proporcionar funcionalidade e praticidade aos moradores, a estética do armário de cozinha também deve ser levada em consideração. Dessa forma, as cores são elementos valiosos para conferir personalidade ao ambiente, cooperando até para integrar e ampliar o local. “Quando temos cores neutras nas paredes e no piso, conseguimos ousar um pouco mais. Assim, a marcenaria pode receber cores vibrantes ou que seguem o estilo de decoração do projeto, mas sempre tomando cuidado com os excessos”, finaliza.

Read More »

4 dicas para atrair energia positiva para a sua casa

4 dicas para atrair energia positiva para a sua casa

Especialista explica como utilizar objetos para harmonizar as vibrações do lar Cuidar da energia da casa é essencial para cultivar um ambiente que promova o bem-estar e a harmonia. O lar é um refúgio que nutre não apenas o corpo, mas também a alma. É o lugar em que nos recarregamos, onde encontramos paz e inspiração. Ao manter a energia equilibrada, criamos um espaço propício para o crescimento pessoal e o florescimento das relações. Dessa forma, é preciso adotar algumas práticas e cuidados para afastar as vibrações negativas e atrair as positivas. “A casa é nosso templo sagrado. Por isso, é importante tomarmos cuidado com o que colocamos dentro dela e prestar atenção em quem a frequenta”, explica Thais Galassi, mentora de inteligência emocional e especialista em mindset. Melhorando a energia da casa Além dos cuidados rotineiros e essenciais com a casa, é importante criar uma rotina para que o lugar tenha a leveza e a positividade que precisa. “Abrir as janelas todos os dias para que a luz natural entre ajuda a trazer uma energia boa. Escolher cortinas mais leves para decorar e permitir que a luz solar entre durante o dia também é uma opção. Na parte da noite, é legal usar uma iluminação mais sutil. Quanto às cores, a escolha para cada ambiente também influencia na qualidade da vibração”, acrescenta Thais Galassi. Objetos para atrair boas vibrações Para que as vibrações estejam sempre caminhando para o lado positivo, é essencial ter objetos que ajudem nesse processo. Buscando auxiliar quem queira transformar a energia do ambiente e manter a casa mais equilibrada, Thais Galassi lista alguns itens necessários para atrair as boas energias. Confira! 1. Aposte nos cristais Além desses tipos de pedras serem considerados filhos da terra, os cristais são ótimos em relação à energia. Cada um possui um significado e ajuda de forma diferente a equilibrar não somente a casa, como também a vida. “Os cristais têm uma propriedade única, ajudam a limpar e trazer uma vibração positiva. A ametista, por exemplo, pode trazer paz e alívio; já a ônix, ou turmalina negra, trará proteção energética para o ambiente, sendo ideal para quem gosta de receber visitas”, explica a especialista. 2. Evite ter objetos quebrados Por mais que alguns itens tenham valor ou apego sentimental, é importante que os objetos que estão quebrados sejam descartados. “Quando a pessoa tem coisas quebradas dentro de casa e, principalmente, que não são utilizadas, é hora de se livrar, porque, além de trazerem uma energia negativa, a vibração ruim volta para a própria pessoa”, ressalta Thais Galassi. Além disso, esses objetos podem trazer sentimentos negativos, como tristeza, negatividade e melancolia. 3. Tenha um bambu-da-Sorte Segundo Thais Galassi, as plantas são grandes aliadas para trazer energias e sentimentos bons para dentro de casa. Por isso, optar por espécies que representam algo positivo é o ideal. “As plantas ajudam muito a renovar as energias, além de deixarem o ar mais leve. O bambu-da-sorte, por exemplo, é uma das espécies perfeitas para isso. Além de ser um ótimo item de decoração, é uma planta que atrai prosperidade, fortuna e vibrações positivas para o lar”, pontua. 4. Nada de relógio parado De acordo com a filosofia do Feng Shui, o relógio complementa o espaço energético do ambiente e aumenta a energia, seja ela positiva ou negativa. Assim, acredita-se, também, que ele parado pode mudar a atmosfera da casa, trazendo mais negatividade e resultando em uma vida mais monótona ou “congelada”. “O relógio parado é horrível e simboliza que seu tempo está parado e que a energia está estagnada, o que afeta também a harmonia do espaço”, esclarece Thais Galassi.

Read More »

7 dicas para criar e valorizar a sala de TV

7 dicas para criar e valorizar a sala de TV

Veja como combinar conforto e bem-estar em um espaço com telas Ao longo dos anos, a TV conquistou mais e mais destaque, se tornando um dos principais meios de comunicação, informação e entretenimento do mundo moderno. Seja para conferir a programação oferecida pelos canais de televisão ou as tantas opções disponíveis nas plataformas de streamings , o aparelho segue presente nas salas. Porém, como aliar conforto e bem-estar durante essas ocasiões? Os profissionais do escritórios PB Arquitetura, Cristiane Schiavoni Arquitetura, Dantas & Passos Arquitetura e Patrícia Penna Arquitetura & Design de Interiores, relacionam as principais dicas que implementam em seus projetos. Confira! 1. Elabore um ambiente relaxante Em muitos projetos, quando um dos objetivos é a boa divisão dos cômodos da sua casa, a criação de uma sala de TV se torna essencial para separar um espaço específico de contemplação e relaxamento cercado pelos equipamentos certos. “A sala sem TV é mais dedicada à convivência e reunião de pessoas e, por isso, ressalta um décor mais leve composto por sofás, bancos e poltronas. Já o foco da sala de TV é sempre a tela: por isso, nosso processo consiste em elaborar um ambiente concebido com a ideia de relaxamento – desde a disposição do layout até a definição do mobiliário empregado”, explica Priscila Tressino. 2. Avalie as dimensões da sala de TV Segundo os profissionais, o primeiro passo para idealizar a sala de TV consiste em avaliar as dimensões do cômodo. Deve-se considerar aspectos como distância entre o sofá e a televisão, distribuição dos pontos de elétrica, uso de equipamentos de acústica e iluminação especial. Para protagonizar o projeto, o tamanho do equipamento precisa ser compatível com a área do ambiente – tanto por questões de harmonia entre os itens quanto pela comodidade visual. “Não adianta adquirir um aparelho enorme se o espaço é pequeno. É necessário ser compatível e respeitar uma certa distância dos demais objetos”, relaciona Bernardo Tressino. 3. Calcule o tamanho da televisão De acordo com os arquitetos, parâmetros simples direcionam a arquitetura de interiores. No caso da altura, é recomendado que o eixo da TV fique sempre na linha dos olhos – considerando a estatura de uma pessoa na posição sentada, as referências ficam entre 1,20 m e 1,30 m do piso. No quesito distância mínima e máxima, a dupla pontua as dimensões mínimas de 1,5 m e a maior de 2,5 m. Mas como elaborar esse cálculo? Considerando que as telas são indicadas em polegadas, é necessário realizar a conversão em centímetros, em que 1 polegada equivale a 2,54 cm. Acompanhe o exemplo para uma TV de 50″: (50*1,5) * 2,54 = 190,5 cm ou 1,90 m – em distância mínima. (50*2,5) * 2,54 = 317,5 cm ou 3,17 m – em distância máxima. 4. Escolha móveis confortáveis e acolhedores Além da televisão, outro direcionamento fundamental envolve a seleção de itens complementares para assegurar o clima confortável. Esta lista inclui um sofá macio e profundo, que pode até ser mais amplo para esticar as pernas. “Quanto mais acolhedor, melhor. Os modelos retráteis respondem bem para quem dispõe de uma sala pequena. A versão com chaise responde superbem para propostas mais amplas, que podem ser complementadas por pufes, usados tanto para se sentar como apoio para o balde de pipoca”, orienta a arquiteta Paula Passos, do Dantas & Passos Arquitetura. Como uma peça-chave da sala de TV, é indicado que o sofá seja gostoso ao toque, com encosto mais alto e com um estofado que “abrace” o usuário. “O sofá firme não é indicado para essa finalidade, mas para ambientes concebidos para o estar”, indica a arquiteta Danielle. No que se refere às cores dos tecidos, a indicação é adotar tons sobre tons sóbrios, sempre mais fáceis de combinar. Para complementar, um tapete com toque agradável ao pisar, uma iluminação adequada e a inclusão de cortinas e persianas blackout para o controle da luz natural são muito bem-vindas na concepção do home theater com ares de cinema. 5. Escolha o suporte certo Em geral, os racks costumam ser mais usados por pessoas que possuem muitos aparelhos conectados com a televisão. Mas também os suportes diretos na parede são muito vistos em estruturas de alvenaria e drywall – os painéis se mostram como soluções eficazes para esconder melhor a fiação sem precisar quebrar a parede. Oportunos para apartamentos pequenos e ambientes integrados, os suportes giratórios otimizam o espaço, permitindo que uma televisão possa servir dois tipos de ambientes. 6. Televisores nos quartos Queridinha não só das salas, podemos ver a televisão com frequência nos projetos dos dormitórios. A relação de tamanho de tela e distância da cama pode ser a mesma aplicada à sala de TV, mas, para que o morador possa assistir deitado, deve-se elevar para 1,40 m e 1,50 m de altura. Geralmente, é utilizado suporte para televisão. Porém, para definir o modelo apropriado, é preciso analisar a funcionalidade. “O suporte pode ser fixo de parede, articulado, de teto e até automatizado, a depender da especificidade do projeto. Em casos em que não há uma parede livre para pendurar a TV, ela pode ser instalada de maneira oculta, com flip embutido no forro, ou, ainda, dentro da própria porta do guarda-roupa, no projeto de marcenaria”, detalha Priscila Tressino. 7. Use uma boa iluminação A iluminação desempenha um papel crucial na criação da atmosfera ideal em uma sala de TV. Opte por iluminação indireta, como arandelas, luminárias de piso ou fitas de LED, visando evitar reflexos na tela da televisão e proporcionar uma atmosfera suave e relaxante. Instalar luzes com dimmer oferece flexibilidade para ajustar a intensidade da luz conforme necessário, garantindo uma experiência de visualização confortável durante a noite.

Read More »

5 mitos sobre a queda de cabelo no inverno

5 mitos sobre a queda de cabelo no inverno

Especialista explica como alguns cuidados são importantes para evitar esse problema nesta época do ano No fim do outono e no começo do inverno, é comum observar mudanças nos cabelos, especialmente um aumento na queda. Essas estações são caracterizadas por temperaturas mais baixas e menor umidade no ar, o que pode contribuir para o ressecamento do couro cabeludo e dos fios. Além disso, a exposição a ambientes internos aquecidos e a maior frequência de banhos quentes pode agravar a situação, levando à fragilização dos cabelos e aumentando a propensão à queda. Por isso, a tricologista Viviane Coutinho esclarece mitos comuns sobre a queda de cabelo nesta época do ano! 1. O frio é o principal causador da queda de cabelo no inverno? Mito. O frio não é a principal causa da queda de cabelo. O que realmente influência são as mudanças nos hábitos durante o inverno , como banhos quentes, uso frequente de aquecedores e a menor exposição ao sol, que podem afetar a saúde do couro cabeludo e dos fios. 2. Lavar o cabelo com água quente não tem impacto na queda de cabelo? Mito . Água quente pode ressecar tanto o cabelo quanto o couro cabeludo, removendo os óleos naturais que protegem os fios. Isso pode resultar em um couro cabeludo seco e irritado, favorecendo a queda de cabelo. É importante lavar o cabelo com água na temperatura ambiente para manter o equilíbrio dos óleos naturais. 3. O uso de gorros e chapéus causa queda de cabelo? Mito. O uso de gorros e chapéus não causa queda de cabelo, desde que sejam usados corretamente . No entanto, se esses acessórios estiverem muito apertados, podem causar atrito e quebra dos fios. Opte por materiais respiráveis e evite usá-los por períodos prolongados. 4. No inverno é normal perder mais cabelo? Mito . Embora muitas pessoas notem um aumento na queda de cabelo no inverno, isso não deve ser considerado normal. Fatores como baixa umidade, mudanças nos cuidados capilares e dieta inadequada podem contribuir para a queda. Manter uma rotina de cuidados adequada e uma alimentação balanceada pode ajudar a minimizar esse problema. 5. Não é necessário proteger o cabelo do sol no inverno? Mito . Mesmo no inverno, os raios UV podem danificar os cabelos. Além disso, a exposição ao sol ajuda na produção de vitamina D, essencial para a saúde capilar. É importante proteger os fios com produtos que contenham proteção UV e garantir que seu couro cabeludo receba luz solar suficiente. Cabelos saudáveis no inverno Abaixo, Viviane Coutinho lista algumas dicas para manter os cabelos saudáveis no inverno e, assim, evitar a queda. Hidratação adequada: use máscaras e condicionadores hidratantes para combater o ressecamento causado pelo frio e pela água quente. Cuidados na lavagem: lave os cabelos com água morna e evite banhos muito quentes. Use shampoos suaves e adequados para o seu tipo de cabelo. Proteção térmica: sempre aplique protetor térmico antes de usar ferramentas de calor, como secadores e chapinhas. Alimentação balanceada: consuma alimentos ricos em vitaminas e minerais essenciais para a saúde capilar, como biotina, zinco e vitaminas A e C. Evite excesso de calor: diminua o uso de secadores e chapinhas e deixe os cabelos secarem naturalmente sempre que possível. “Compreender a verdade por trás desses mitos e adotar uma rotina de cuidados apropriada pode ajudar a manter seus cabelos saudáveis e bonitos durante o inverno. A queda de cabelo pode ser controlada com as práticas corretas e o cuidado contínuo”, finaliza a tricologista.

Read More »

4 dicas de moda para arrasar no inverno

4 dicas de moda para arrasar no inverno

Estilista indica combinações de tecidos e cores para criar visuais elegantes e aconchegantes Com o inverno se aproximando, é hora de preparar o guarda-roupa e começar a pensar nos looks para a estação, de maneira a se manter aquecido sem abrir mão do estilo. Nesta época do ano, mesmo com as temperaturas mais baixas, é possível selecionar roupas que não só protegem contra o frio, mas também refletem sua personalidade e gosto pessoal. Por isso, Cristina Giavina-Bianchi Dabbur, head de estilo e produto da Fillity, marca de vestuário feminino, compartilha quatro dicas de moda para o inverno. Confira! 1. Combine tecidos e estampas Em relação a tecidos, uma combinação indicada pela estilista para o inverno 2024 é o de seda e couro. “A seda stretch , aquela com elastano na composição, pode trazer estampas variadas, inclusive animal print , e proporcionar suavidade e brilho, característicos do tecido, mas contando com a praticidade e o conforto trazido pelo elastano”, explica. 2. Priorize um look confortável com toque de elegância No inverno, o conforto se torna uma prioridade, mas isso não significa que você precisa sacrificar a elegância. Uma tendência que combina perfeitamente essas duas necessidades é a combinação de peças confortáveis e sofisticadas. “Um look que é tendência para a estação é o ‘pijama’, que pode ser composto por uma calça mais confortável, soltinha nas pernas e com elástico na cintura, e uma camisa do mesmo material, o que fica confortável e, ao mesmo tempo, elegante. Deixar a camisa de cima aberta e agregar por baixo uma blusinha ou regata de cetim no tom do fundo da estampa adiciona luminosidade e ‘levanta’ o visual como um todo”, afirma Cristina Giavina-Bianchi Dabbur. 3. Escolha peças de couro para sofisticação Complementando a dica anterior, outra composição interessante é aliar a essas peças mais sofisticação usando uma saia ou calça de couro. “Existem opções que mesclam malha e couro; assim, garante-se o aconchego da malha, mantendo o requinte do couro. Pode ser também uma jaqueta. Uma cor que cai bem para os dias e noites mais friozinhos é o marrom-café, pois mantém a leveza mesmo com um tom mais escuro”, detalha Cristina Giavina-Bianchi Dabbur. 4. Aposte em casacos de tweed de lã A última dica da estilista da Fillity quando falamos de tendência para casacos é o tweed de lã. Ela indica que sejam “em tons variados, como o próprio marrom, mas também caramelo e mesmo preto, conversando com as demais peças “, finaliza.

Read More »

4 cuidados para manter os cabelos grisalhos bonitos e saudáveis

4 cuidados para manter os cabelos grisalhos bonitos e saudáveis

Hair stylist explica quais produtos utilizar para evitar que os fios fiquem amarelados e sem vida À medida que os primeiros cabelos brancos começam a aparecer, as pessoas costumam recorrer aos tonalizantes ou às colorações para escondê-los, especialmente as mulheres, que são cercadas por tabus e estigmas sociais. No entanto, uma mudança de paradigma está ocorrendo. O aumento significativo nas pesquisas pelo termo ‘cabelo grisalho’ no Google e a crescente quantidade de personalidades que abraçam seu tom natural, como Samara Felippo e Alexandra Hedison, evidenciam essa transformação. Mais do que apenas ocultar os sinais de envelhecimento, assumir os cabelos grisalhos representa um empoderamento e uma celebração da beleza autêntica. “A principal diferença que uma pessoa vai notar no cabelo grisalho é que, geralmente, ele fica mais áspero, seco e sem brilho. Isso acontece porque o cabelo é composto por melanina e queratina. A melanina é responsável por deixar o cabelo macio, hidratado e com brilho. Já a queratina, por manter os fios fortes. Quando perdemos estas substâncias, é comum percebermos essas mudanças na textura e aparência” , comenta Marília Tambasco, hair stylist e embaixadora da Keune. Neste contexto, a especialista compartilha sua experiência e oferece valiosas dicas para o cuidado especial dos cabelos brancos. Confira! 1. Utilize produtos específicos para grisalhos Uma das principais dificuldades dos fios prateados é manter sua cor vibrante e bonita, já que a tendência é que o tom comece a ficar amarelado. “Esta dica pode parecer meio óbvia, mas é importante lembrar que é importante ter em casa produtos que ajudem na neutralização da cor”, explica Marília Tambasco. Segundo ela, o pigmento violeta é um dos responsáveis por ajudar a manter o cabelo grisalho em um tom bonito e moderno, sem aquele aspecto amarelado. “Invista também nos produtos que contenham proteína hidrolisada do trigo e a pró-vitamina B5, por exemplo, que vão ajudar na força e na maciez dos fios que costumam ficar comprometidas”, recomenda. 2. Use leave-in com proteção solar Proteja seus fios dos danos causados pelo sol, especialmente durante atividades ao ar livre ou idas à praia. Para isso, use um leave-in com proteção solar para evitar o amarelado e o ressecamento provocados pelos raios UV. 3. Faça hidratação regularmente Os cabelos grisalhos têm uma tendência natural a serem mais ásperos e secos devido à perda de melanina. Portanto, é essencial manter uma rotina de hidratação pelo menos uma vez por semana. Segundo a profissional, é indicado usar máscaras capilares hidratantes e condicionadores específicos para restaurar a suavidade e o brilho dos fios e frequentar regularmente os salões para serviços ainda mais direcionados. 4. Evite fontes de calor Minimize o uso de ferramentas de calor , como secadores, chapinhas e modeladores de cachos. “O calor excessivo pode danificar a estrutura dos fios, tornando-os mais propensos à quebra e ao ressecamento, prejudicando a aparência dos cabelos grisalhos. Caso use, nunca se esqueça do protetor térmico”, ressalta Marília Tambasco.

Read More »

6 dicas para manter os cabelos sempre hidratados

6 dicas para manter os cabelos sempre hidratados

Veja como alguns cuidados são fundamentais para ter fios brilhantes e sedosos A hidratação adequada dos cabelos ajuda a prevenir a quebra, o ressecamento, as pontas duplas e outros problemas capilares, além de proporcionar um aspecto mais brilhante, bonito e sedoso. Nesse sentido, existem diversos cuidados específicos que podem ajudar a manter os fios hidratados. Por isso, a terapeuta capilar Renata Fraga lista alguns hábitos que auxiliam. Confira! 1. Coloque leave-in na rotina Use leave-in apropriado para o seu tipo de cabelo . Ele funciona como uma película protetora dos fios. Além disso, escolha as opções com filtro solar. 2. Enxágue o cabelo após o mergulho Sempre que der um mergulho no mar ou na piscina, se possível, enxágue o cabelo com água corrente. Desse modo, você retira o excesso de resíduos presentes na água, como o sal e o cloro, que danificam os fios. 3. Utilize óleos vegetais Hidrate seu cabelo em casa e no salão. Tratamento com queratina é uma ótima opção. Tratar os cabelos com óleos vegetais naturais também é indicado. Isso porque eles são poderosos na umectação celular, pois impedem a saída da água e dos nutrientes, mantendo o cabelo hidratado. 4. Proteja o cabelo do sol Use boné ou chapéu quando for se expor ao sol. Os dois protegem o cabelo, mas, ao mesmo tempo, abafam o couro cabeludo. Por isso, quando estiver embaixo do guarda-sol ou em um local coberto, prefira ficar sem eles. 5. Corte os cabelos com regularidade Corte as pontinhas do cabelo. A parte fina dos fios, mais antiga e desgastada, fica com as escamas abertas, o que dificulta a retenção de nutrientes pela fibra capilar. Para quem quer eliminar somente as pontas duplas, prefira o corte bordado. 6. Evite produtos com álcool Produtos capilares com álcool podem ressecar os cabelos, então procure por itens livres desse ingrediente.

Read More »

5 dicas para cuidar das plantas no outono

5 dicas para cuidar das plantas no outono

Paisagista explica como evitar que a mudança de temperatura prejudique o seu cultivo No outono – uma estação mais fria e com mudanças de temperatura significativas durante o dia e a noite, além de um tempo menor de exposição ao sol –, é importante reforçar os cuidados dados às plantas para permanecerem saudáveis durante esse período, mas também para que se fortaleçam antes da chegada do inverno. Nesta época do ano, as plantas necessitam de condições favoráveis de sobrevivência e de cuidados mais intensos. “Cada espécie de planta requer cuidados especiais; por isso, é muito importante ficar atento às condições de luminosidade, umidade, adubo e ventilação, dessa forma conseguirá atender a cada necessidade específica”, ensina a paisagista Renata Guastelli. Abaixo, confira dicas valiosas da profissional para cuidar das plantas na estação que está chegando! 1. Pode as plantas Durante o outono, as plantas passam pela hibernação enquanto se preparam para a chegada do frio severo, armazenando energia por meio de um processo de dormência – ou seja, ficam mais lentas. Por isso, a poda vai ajudá-las a receberem mais luz e energia. A dica é retirar galhos secos, folhas amareladas e ramos murchos. Se tiver gramado, limpe e retire folhas mortas. A poda fortalece as plantas e contribui para permanecerem saudáveis e fortes 2. Reforce os adubos A adubagem é um recurso essencial para que as plantas se desenvolvam bem. Aqui, a sugestão é utilizar fertilizantes indicados para cada espécie: como flores, folhagens e hortaliças, a cada 20 dias, durante o outono. Se puder, opte pelos fertilizantes orgânicos e o húmus de minhoca, já que os materiais orgânicos tendem a manter o solo úmido. 3. Rega adequada O outono possui temperaturas mais amenas, então não se deve regar tanto as plantas, uma vez que não há excesso de calor. A dica é observar a necessidade de cada planta , colocando o dedo na terra e sentindo se está úmida ou seca. Nessa estação, a rega pode ser feita de dia, já que a noite é mais fria. 4. Evite mudanças de temperatura drásticas A baixa temperatura e as variações bruscas de temperatura podem causar danos permanentes nas plantas, principalmente naquelas mais propícias no clima tropical. Cuidado com choques térmicos, já que os dias são quentes e as noites bem mais frias. Quando possível , evite correntes de ar intensas diretamente nas plantas. 5. Escolha plantas de outono O outono nem sempre é o indicado para o cultivo, mas algumas frutas e hortaliças se desenvolvem bem nesta estação. Se você é da turma do plantio e quer ter sua horta em casa, aposte em: tomate, cenoura, manjericão, sálvia e folhas de alface e couve. Se você é do time das plantas, a camélia floresce bem no outono, juntamente a outras opções como espatódea, pinheiro, buchinho, azaleia, liquidambar e plátanos.

Read More »

7 dicas práticas para acertar na decoração da sala de estar

7 dicas práticas para acertar na decoração da sala de estar

Veja como alguns elementos podem ajudar a tornar esse ambiente mais aconchegante e funcional A sala de estar é o coração de qualquer casa, pois é o lugar em que a família se reúne para relaxar, socializar e criar memórias. Por isso, é essencial que sua decoração seja convidativa, funcional e reflita o estilo pessoal dos moradores. “A valorização de espaços de convivência social nas residências ressurge como resposta à importância de restaurar e prezar nossas relações. São ambientes cuidadosamente projetados para exalarem uma atmosfera de contato e diálogo, sendo considerados, para nosso escritório, poderosos instrumentos para famílias mais vibrantes, saudáveis e que estimam também suas relações externas com parentes e amigos”, refletem Ieda e Carina Korman, profissionais à frente do escritório Korman Arquitetos. Confira, a seguir, 7 dicas práticas para te ajudar a transformar a sala de estar em um espaço aconchegante e elegante. 1. Escolha um tema ou estilo coerente Antes de começar a decorar, decida sobre um tema ou estilo para a sua sala de estar . Pode ser moderno, rústico, minimalista, boêmio, entre outros. “Além de promover sensações de conforto visual, térmico e auditivo, a decoração planejada cria a sensação de bem-estar e acolhimento”, afirma Monica Pajewski, designer de interiores. 2. Priorize o conforto A sala de estar é um espaço de convívio e relaxamento, portanto, o bem-estar é fundamental. Invista em móveis confortáveis, como sofás e poltronas, e adicione almofadas e mantas macias para criar uma atmosfera acolhedora. “Para a disposição dos móveis, devemos sempre verificar se há uma boa circulação entre a entrada e a saída do ambiente. O posicionamento errado dessas peças pode afetar o conforto e a funcionalidade do espaço”, explica a arquiteta Ingrid Souza. 3. Iluminação adequada A iluminação desempenha um papel crucial na atmosfera de uma sala de estar. “Hoje, a iluminação de LED é bem mais acessível, temos diferentes tamanhos, cores e opções. Além disso, é possível fazer suas próprias luminárias . Há soluções muito inteligentes e criativas. No YouTube, por exemplo, há vários vídeos ensinando alternativas que dão essas opções”, conta a arquiteta e urbanista Paula Blankenstein. 4. Maximize o espaço Para manter a sala de estar organizada e livre de bagunça, aproveite ao máximo o espaço de armazenamento disponível . Escolha móveis multifuncionais, como mesas de centro com prateleiras ou com espaço interno para guardar itens, e incorpore prateleiras ou estantes para exibir livros, plantas e objetos decorativos. 5. Explore o poder dos espelhos Os espelhos são excelentes recursos para ampliar visualmente o espaço e adicionar luminosidade à sala de estar. Posicione-os estrategicamente em locais onde possam refletir a luz natural ou artificial e criar a ilusão de um ambiente mais espaçoso e arejado. 6. Personalize com detalhes Adicione toques pessoais à decoração da sala de estar para torná-la verdadeiramente sua. Plantas , por exemplo, são uma ótima opção. Segundo a arquiteta e urbanista Gloria Brandão, “a incorporação da natureza no ambiente construído tem a capacidade, por exemplo, de reduzir a ansiedade e, quando incorporada aos interiores residenciais, traz conforto e bem-estar a quem utiliza estes espaços”. 7. Contrate um especialista em decoração Considerar a contratação de um especialista em decoração pode proporcionar orientação personalizada. “O profissional especializado interpreta o ambiente, define as prioridades e harmoniza os elementos decorativos de forma técnica, criando percepções e transformando o local em um verdadeiro espaço acolhedor”, afirma a designer de interiores Monica Pajewski.

Read More »
Scroll To Top